Esqueça a depilação, o cabelo ressequido, acne,menstruação, celulite ou a menopausa. Ser Mulher é muito bom, e você devia sera primeira a orgulhar-se disso. Sabe porque é que é tão bom ser Mulher...
Sábado, 26 de Março de 2011
Entrevista a Duma Arantes, pintora...
 
 
*Duma, como descobriu o gosto pela pintura?
 
O desenho e a pintura sempre estiveram presentes na minha vida, desde muito cedo.
Em criança, passava horas no meu quarto a desenhar. Era algo que me absorvia completamente. Adorava criar bonecas e flores… e ainda hoje as minhas bonecas têm esse sabor, enquanto pinto é como se estivesse absorvida numa brincadeira. É o trabalho mais feliz que poderia ter. Julgo que é muito bom podermos fazer profissionalmente o que sempre nos deu prazer desde crianças.. acho que é isso que se chama vocação!
Mais tarde experimentei novos materiais e novas possibilidades e estudei desenho e pintura.
Um dia ofereceram-me uma caixa com óleos e foi amor à primeira vista, nunca mais nos separámos!
Comecei a expor há cerca de 17 anos e nunca mais parei!
 
*Qual a sensação de olhar para uma tela em branco? E depois voltar a olhar e ver a obra terminada?
 
No momento em que inicio uma tela, já houve um grande trabalho anterior de fotografia, pesquisa e estudo da imagem, enquadramento, divisão de luz e sombras, etc.
O meu trabalho é bastante planeado e quando desenho uma tela já tenho em mente tudo o que quero fazer. Claro que é fascinante ver a figura a nascer, a tomar forma e cor, mas para ser terminada, passa por um longo processo de camadas de tinta e precisão a nível técnico. É uma sensação óptima vê-la terminada! :-)
 
*Porquê as suas obras nunca têm o rosto completo? Qual a razão ?
 
Represento retratos de mulheres, mas não um retrato convencional. Quero mostrar a ideia de feminilidade sem mostrar uma identidade específica, não quero que seja alguém existente, são apenas mulheres. Gosto de dar a possibilidade ao espectador, de poder criar a sua própria personagem ou história à volta da personagem. Consoante a experiência e personalidade de cada pessoa, é criada uma figura única para cada um. As minhas mulheres ganham vidas diferentes para cada pessoa consoante aquilo que imaginam e considero isso muito interessante, pois as pessoas envolvem-se na obra, passam a fazer parte dela.
 
*As suas obras têm sempre lábios e mãos alguma razão ?
 
Simplesmente porque são retratos e gosto de representar rostos, mas por serem cortados, os lábios ganham um ênfase ainda maior. Os lábios e as mãos são de uma expressividade enorme e apesar de não vermos os olhos, é quase como se eles estivessem lá a observar-nos, a expressão continua lá.
Nem todas as telas mostram as mãos, mas gosto do movimento que elas proporcionam à composição e do que elas nos podem transmitir.
 
*Acha que o mistério faz parte das suas peças?
 
O mistério é uma das maiores características do meu trabalho.
Como já mencionei acima, é esse mistério que provoca a imaginação do espectador e que cria uma maior envolvência de cada pessoa com a obra.
Gosto de colocar as personagens num ambiente quase minimal, com fundos lisos, sem referência de nenhum lugar ou acontecimento.
A obra completa-se nos olhos e mente de cada espectador.
 
*Nas suas obras as mulheres tem sempre muitos detalhes femininos lábios, unhas e o cabelo é essa a sua imagem que marca?
 
A feminilidade é o tema do meu trabalho e portanto tudo o que a representa na mulher é algo que eu gosto de explorar e apresentar.
No entanto, aquilo que considero imagem de marca é a forma como trabalho as sombras e luz, como se fossem ilustrações feitas por vectores, em computador, provocando também assim a ideia de uma mulher virtual, que existe de forma diferente para cada um e também as barras negras, provocando uma ideia de filme, cinemascópio, como se cada tela fosse um frame de uma cena.
 
*Como definiria as mulheres das suas obras?
 
Acho que seria mais interessante saber como é que o público definiria as minhas personagens, pois cada pessoa vê características diferentes.
Para mim elas podem representar uma mulher frágil, mas forte; contemporânea ou clássica; atrevida, coquete ou envergonhada, misteriosa, confiante, enfim… são as várias facetas femininas representadas pela tinta.
 
*Onde vai buscar inspiração para pintar?
 
Inspiro-me em muitas coisas diferentes. Tudo aquilo que eu gosto e que me interesso pode influenciar o meu trabalho. Toda a minha experiência e vivência contribui para o resultado final.
Tenho uma grande influência da ilustração, do design gráfico, da fotografia, da moda, da música, da publicidade.. enfim, até uma conversa com alguém ou apenas observar as pessoas, podem inspirar. Também o facto de eu própria ser mulher.
 
*Sente-se uma mulher realizada?
 
Sinto-me uma mulher muito feliz com aquilo que faço. Faço profissionalmente o que mais gosto e isso é uma grande benção. Sinto-me agradecida por isso.
Ainda tenho muito chão pela frente, muita coisa nova para fazer e muito para descobrir, mas o que interessa é que tire de cada nova experiência uma alegria e um conhecimento que me ajude na experiência seguinte.
 
*Onde podemos ver os seus trabalhos além da Internet ?
 
Sou representada em Portugal, pelas galerias São Mamede (Lisboa e Porto), Galeria Nuno Sacramento Arte Contemporânea (Aveiro), Galeria “O Rastro” (Figueira da Foz) e pela Private Gallery (Lisboa)
Em Singapura e Malásia pela Ode to Art Gallery.
Na internet podem consultar o meu site: www.dumaarte.com e o meu blog: www.duma-artecontemporanea.blogspot.com
 
*Qual o impacto do público com o seu trabalho?
 
Felizmente tem sido bastante positivo. As pessoas identificam-se muito com a feminilidade e pequenos pormenores apresentados.
Creio que a minha pintura cria um impacto de cor e contraste pelo qual muitos se sentem atraídos.
Sempre que possível gosto de ouvir as opiniões e as histórias criadas por cada um, pois são sempre uma surpresa agradável e inesperada.
 
*Estamos no mês da mulher quer deixar alguma palavra ás mulheres ?
 
Que sejam felizes, criativas, que dêem amor, que sejam confiantes e que mostrem o que de melhor têm dentro!
 
*Algum projecto para próximo?
 
Depois do grande projecto e sonho realizado que foi a edição do meu primeiro livro: “Duma – Frame by Frame”, com lançamento em Dezembro passado, estou há cerca de 6 meses a trabalhar para a próxima exposição individual que irá inaugurar no dia 24 de Março, na Galeria São Mamede, em Lisboa e onde terei expostos 19 trabalhos.
Estão desde já todos convidados! :-)
 
Entrevista: Duma Arantes
 
autora: Gina Pires


publicado por mundomulher1 às 22:18
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 16 de Março de 2011
Perda Gestacional – Visão de uma estudante investigadora

Perda Gestacional – Visão de uma estudante investigadora: Não sou Mãe… AINDA. Mas quero sê-lo, um dia… No momento, sou apenas uma estudante de psicologia que há uns tempos sabia que queria fazer uma dissertação na área na maternidade, mas que não sabia ainda por que caminho queria ir, até que encontrou o site da Associação Projecto Artémis e percebeu quase que instantaneamente por onde ia de facto enveredar. Sim, porque, eu fazia parte daquelas pessoas, que não dava a importância devida a esta temática do “aborto”, não era sensível o suficiente para perceber que as mulheres que passam por esta situação, sentem de facto a perda de um filho, filho esse que por vezes nem sequer sabem porque morreu, como morreu e aonde foi parar, porque na sua maioria (creio eu), não lhes é dada a oportunidade de fazer qualquer tipo de ritual fúnebre, logo a sociedade age como se fosse “apenas mais um aborto”, algo que é supostamente natural do ritmo biológico da mulher e então lá vêm as velhas frases do “deixa lá voltas a tentar”e o “oh, é melhor assim, do que ser deficiente”. Depois, decidi ler um pouco mais sobre assunto e embora a vida não se aprenda nos livros, posso dizer-vos que pelo menos me alertaram para esta realidade e modificaram a minha forma de pensar, reflectindo de uma forma mais séria neste drama que é a perda gestacional e percebi que também eu, tenho na minha história familiar, pessoas que em tempos, perderam os seus bebés e que não foram devidamente apoiadas e compreendidas. Daí, a necessidade do debruçar aprofundamento nas vivências destes eventos – sob a perspectiva de mães, pais, familiares, amigos, profissionais de saúde, entre outros, pois só assim, a meu ver (e esta é minha mera opinião de quem “assiste do lado de fora”), se poderá alertar a sociedade para esta problemática, só com a recolha de informação é que se poderá ajudar, favorecer, melhorar o apoio físico, mas acima de tudo, psicológico, prestado a estas pessoas. Posto isto, espero não passar a mensagem de que sou apenas uma pessoa que quer fazer uma tese de mestrado para terminar o curso, porque não é isso, se me decidi a seguir este trajecto, é com o propósito de fazer alguma mudança, ou não seria esse um dos principais objectivos de quem é psicólogo: promover mudança. Contudo, sozinha, não sairia da 1ª fase (a da ideia), portanto agradeço também às pessoas que têm colaborado, ainda que para já sejamos poucas, tenho a absoluta certeza de que vamos crescer e fazer crescer o nosso propósito: Dar o berro para todos entenderem: “sim perdi um filho, sim quero ser respeitada e compreendida na minha DOR, quero que percebam os meus sentimentos, que entendam o meu luto, os meus medos, a minha tristeza, o meu sem número de emoções sentidas e vividas por vezes no vazio de um quarto de hospital onde do outro lado se ouvem bebés a chorar de vida e pais alegrarem-se por esse choro, envoltos em amor quente, enquanto eu fico de olhar gelado face ao meu redor…” Não é assim?! Fiquem certas, de que, no final desta nossa investigação, farei questão de gritar ao nosso mundo português tudo aquilo que irei aprender, com quem se tem predisposto a colaborar, neste estudo intitulado de: “Ser mãe de um bebé que não teve tempo de VIVER”. Para todas e todos, envio uma mensagem SINCERA de força dizendo que nunca desistam de ter o vosso filho nos braços e quando se sentirem sozinhas, pensem no vosso intimo de que não estão e que de facto ainda existe quem se preocupa convosco.

 

Um bem haja: Adriana Braga



publicado por mundomulher1 às 23:15
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 14 de Março de 2011
BASTA

Vamos dizer «BASTA» á violência doméstica
É com tristeza e dor que vou falar deste tema, mas infelizmente cada dia é maior o número de mulheres que sofrem de violência doméstica…
Calam por medo ou vergonha…
Falo, de um caso real que eu sinto na pele não por mim mas de uma amiga muito próxima, que sofreu e ainda sofre de maus tratos...

No início tudo perfeito, eram flores, jóias, jantares enfim … eram um casal feliz, só que tudo isto era pura aparência porque a realidade era bem diferente….
Ele, o típico homem cobarde que levando os problemas do trabalho para casa refugiando-se cada vez mais na bebida, começou por ser maus tratos psicológicos até chegar aos físicos….

Um dia ela, teve a oportunidade de dizer «BASTA» mas por vergonha não o fez, e hoje vive de coração fechado, mas eu tenho a certeza que apesar de ela dizer que está tudo bem, os maus tratos continuam….

Para ti, que sofres de violência doméstica tem coragem de dizer «BASTA» pois só assim podes ser ajudada….

Não acredites que vai mudar só porque te ofereceu flores ou qualquer outro presente, a seguir a violencia vai ser a dobrar, e será assim até acontecer o pior.

Precisas de alguém com quem desabafar?

Acredita que não estarás sozinha.
Nós, MUNDO MULHER, estamos aqui prontas para te ajudar e encaminhar para pessoas especializadas.

Sê forte e sejas tu a tomar a decisão principal e a dizer, BASTA...

 

V.

 

 



publicado por mundomulher1 às 20:08
link do post | comentar | favorito

Domingo, 13 de Março de 2011
Maquilhagem: pinceis

 

 

 Vou mostrar como o uso correcto de um revidor de pestanas e do pincel, pode marcar a diferença...

 

Todas as mulheres já ouviram, em alguma altura das suas vidas, que a diferença está nos pormenores. Acessorizar é a palavra de ordem e a escolha de uma carteira mais cara, de um bâton vermelho ou de uma jóia são o suficiente para fazer um visual de arrasar.

Passa-se o mesmo na maquilhagem. Não são os produtos, exclusivamente, que fazem um bom look. A ajuda dos utensílios é preciosa. Dos pincéis às esponjas de maquilhagem, às limas e máscaras descongestionantes, passando pelo revirador de pestanas, são estes os detalhes que aperfeiçoam um visual.

 

Pincéis

 

São os pincéis que garantem uma aplicação e cobertura perfeitas da maquilhagem para um visual uniforme e natural, além de que a sua utilização é o método mais higiénico para fazê-lo. Já os há com tecnologias antibacteriana e antimicrobiana para manter a pele mais saudável.

 

Existem pincéis para aplicar os vários produtos de maquilhagem e variam consoante o tipo de pêlo: sintético, natural ou misto. Mas os essenciais, que não devem faltar em qualquer kit de maquilhagem, são os seguintes:

 

* um para blush (de ponta arredondada e larga, com pêlos suaves)

* de pó bronzeador (parecido com o pincel de blush, mas maior)

* de bâton (suaves e delicados, têm normalmente um formato quadrado, permitindo assim uma maior definição) 

* de sombra (de contorno côncavo para esfumar)

* de eyeliner (fino e estreito ou recortado)

 

Como todos os instrumentos, os pincéis devem ser limpos regularmente para funcionarem melhor.

 

A escolha é sua!

 

 

 

Pincel vassourinha, O Boticário (€ 12.90).

 

Pincel de blush, Essence (€ 3.49).

 

Pincel de eyeliner Nº 4 e de sobrancelhas Nº 20, Hakansson.

 

Bronzer/Blender brush, pincel de pó bronzeador, Clinique (€ 39).

 

Mini Brush Set, Bobbi Brown (€ 50).

 

Pincel Kabuki, ideal para maquilhagem mineral, Guerlain (preço sob consulta)

 

130 Short Duo Fibre, pincel de base, M.A.C. (€ 50).

 

Lima de unhas Sandy, Tokidoki na Sephora (€ 4).

 

The Blotting Paper, pack com 50 folhas matificantes, Hakansson.

 

Máscara azul refrescante e descongestionante, The Body Shop (€ 6).

 

Revirador de pestanas, Oriflame (€ 6).

 

Bolsa de cosméticos em nylon, Marc by Marc Jacobs, no www.net-a-porter.com (€ 105).

 

Pocket Manicure, canivete suíço para manicure, Sephora (€ 14.90).

 

Mafalda

 

 

 



publicado por mundomulher1 às 18:22
link do post | comentar | favorito

Maquilhagem: bases

 

Aprenda a maquilhar-se como uma profissional, aqui deixo as minhas dicas 

 

 

Base líquida: aplique-a primeiro nas costas da mão, entre o polegar e o dedo indicador, e com um pincel espalhe pelo rosto em movimentos ascendentes, de dentro para fora.

 

 

Base compacta: é uma boa alternativa à base líquida, particularmente para quem tem uma pele mais oleosa, uma vez que matifica a pele. Aplique-a com uma esponja humedecida em ligeiros toques, esbatendo-a.

 

 

 Corrector de olheiras:algumas pessoas preferem aplicá-lo após a base, mas deve ser aplicado antes, num tom mais claro que o da base, com as pontas dos dedos, em ligeiros toques com o dedo anelar ou com um pincel específico.

 

 

Não tenha dúvidas

 

1. Se tiver papos e olheiras, aplique uma máscara descongestionante. Ficará com o olhar radiante

 

2. Ao escolher uma base, faça-o à luz natural e aplique-a na zona do maxilar para experimentar a textura e a cor. Em caso de dúvida, opte

pela tonalidade mais clara

 

3. Se não encontrar a cor exactamente à da sua tez, pode misturar dois tons até conseguir o mais parecido com o seu

 

4. Aplique um creme hidratante antes da base. Nunca salte este passo pois ajuda a fixar e unificar a base

 

5. Misture e uniformize. Preste especial atenção à linha do cabelo, do maxilar, sobrancelhas e orelhas, para não ficar uma linha visível

Os produtos

 

 

Vitalumière Aqua, Chanel Uma textura leve e sedosa com FPS 15, para um efeito segunda pele (€ 39).

 

Sheer Foundation, Burberry Creme fluido luminoso com acabamento subtil (€ 43).

 

Tolériane Teint Fluido, La Roche-Posay Textura fina ultra-sensível FPS 25 (€ 18.10).

 

Ideal Finish Mousse, Nivea Textura de espuma soufflé para um acabamento mate de longa duração (€ 11.69).

 

Accord Perfect, L’Oréal Base fluida e compacta com roll-on (€ 18.80 e € 14.65).

 

Mineralize Foundation, M.A.C. Base FPS 15 em pó solto, com complexo mineral (€ 36.50).

 

Liftactiv Flexilift Teint, Vichy Base anti-rugas efeito lifting luminoso (€ 19.90).

 

Photo’Perfection, Givenchy Para corrigir imperfeições e uniformizar a tez (€ 40).

 

Resilience Lift Extreme, Estée Lauder Base com efeito lifting FPS 15 (€ 41).

 

 

Mafalda 

 



publicado por mundomulher1 às 18:06
link do post | comentar | favorito

Preto e Branco

 

 

 

 A actriz Emma Roberts marcou presença na festa Pré-Óscares, organizada pela casa Chanel e por Charles Finch, que teve lugar no restauranteMadeo em Los Angeles. Esta festa, que tinha como objectivo celebrar a união entre moda e cinema, contou com muitas caras famosas, entre elas a actrizCamilla BelleDrew Barrymore Naomi Watts.

Emma Roberts destacou-se pela simplicidade do lookbranco e preto. A actriz optou pela conjugação de um top branco cai-caicom uns calções largos pretos, uns collants opacos e uns “pumps”acetinados igualmente pretos.

 Apesar de ser um look principalmente de noite, este conjunto é bastante simples, leve e jovem. Os collants pretos e os calções curtos tornam qualquer silhueta mais elegante contribuindo para o efeito de umas pernas mais longas. Por outro lado, o look de preto quase total transmite a ideia de requinte e bom gosto. Relativamente à maquilhagem, a actriz optou por uma das grandes tendências desta e da próxima estação, o batom encarnado.

 

 

Como conseguir o look?

Top com laço, Mango (12eur)

Casaco preto, Zara (79,95eur)

Carteira preta, Misako (15eur)

Calções pretos, Mango (35eur)

Collants pretos opacos, Calzedonia (4,95eur)

“Pumps” pretos, Aldo (69eur)

 

 

 

Mafalda 

 



publicado por mundomulher1 às 17:54
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 4 de Março de 2011
SOU MULHER

 
Gentil, fiel e pecadora
Na humildade tenho a grandeza
O brilho do sol tenho nos olhos
Nos sonhos tenho o romance das estrelas
 
No corpo tenho o pecado e a atração
De bondade um olhar infinito
Se durmo sozinha na solidão
No meu coração está o mor mais  bonito.
 

Sou mulher!
posso ser amante e companheira
Esposa leal, mãe extremosa
Posso ser o anjo benfazejo
Que lhe atende e lhe ama a toda hora.
 
Posso ser o pecado em uma vida
A desgraça de um homem sem história
Posso estender a mão ao maldito
Posso levantar quem não tem hora
 
Sou mulher!
Sou anjo em uma vida, diabo em outra
Sou estrela que quia a toda hora
Sou aquela que tira a melancolia
Sou a pessoa que muda a sua história
 
Sou Mulher

 

«g»



publicado por mundomulher1 às 11:25
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 3 de Março de 2011
História do Dia Internacional da Mulher

 


O  Dia Internacional da Mulher é celebrado a 8 de Março de todos os anos. É um dia comemorativo para a celebração dos feitos económicos, políticos e sociais alcançados pela mulher. De entre outros eventos históricos relevantes, comemora-se o incêndio na fábrica da Triangle Shirtwaist (Nova Iorque, 1911) em que 140 mulheres perderam a vida.

A ideia da existência de um dia internacional da mulher foi inicialmente proposta na viragem do século XX, durante o rápido processo de industrialização e expansão económica que levou aos protestos sobre as condições de trabalho. As mulheres empregadas em fábricas de vestuário e indústria têxtil foram protagonistas de um desses protestos em 8 de Março de 1857 em Nova Iorque, em que protestavam sobre as más condições de trabalho e reduzidos salários. As protestantes seriam atacadas pela polícia. As mulheres envolvidas nestes movimentos foram as mesmas que fundaram, dois anos depois, os sindicatos.

Muitos outros protestos se seguiram nos anos seguintes ao episódio de 8 de Março, destacando-se um outro em 1908, onde 15.000 mulheres marcharam sobre a cidade de Nova Iorque exigindo a redução de horário, melhores salários, e o direito ao voto. Assim, o primeiro Dia Internacional da Mulher observou-se a 28 de Fevereiro de 1909 nos Estados Unidos da América após uma declaração do Partido Socialista da América. Em 1910, a primeira conferência internacional sobre a mulher ocorreu em Copenhaga, dirigida pela Internacional Socialista, e o Dia Internacional da Mulher foi estabelecido. No ano seguinte, esse dia foi celebrado por mais de um milhão de pessoas na Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça. No entanto, logo depois, um incêndio na fábrica da Triangle Shirtwaist mataria 140 costureiras; o número elevado de mortes foi atribuído às más condições de segurança do edifício. Além disto, ocorreram também manifestações pela Paz em toda a Europa nas vésperas da Primeira Guerra Mundial.

Na Rússia, as comemorações do Dia Internacional da Mulher provaram ser a primeira etapa para a revolução russa de 1917. A seguir à revolução Vermelha, a feminista bolchevique Alexandra Kollontai persuadiu Lenin para torná-lo num dia oficial que, durante o período soviético permaneceu numa celebração da "heróica mulher trabalhadora". No entanto, o feriado rapidamente perderia a sua vertente política e tornar-se-ia numa ocasião em que os homens manifestavam a sua simpatia ou amor pela mulheres da sua vida ,um tanto semelhante a uma mistura dos feriados ocidentais Dia da Mãe e Dia dos Namorados.

O dia permanece como feriado oficial na Rússia (bem como na Bielorrússia, Macedónia, Moldova e Ucrânia), e verifica-se pelas ofertas de prendas e flores dos homens às mulheres (quaisquer mulheres). Quando a Checoslováquia integrou o Bloco Soviético, esta celebração foi apoiada oficialmente e gradualmente transformada em paródia.

No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado durante as décadas de 1910 e 1920, mas esmoreceu. Foi revitalizado pelo feminismo na década de 1960. Em 1975, designado como o Ano Internacional da Mulher, as Nações Unidas começou a patrocinar o Dia Internacional da Mulher.

 

Carla Marques



publicado por mundomulher1 às 23:01
link do post | comentar | favorito

A selecção dos sexos

 

 

 

 

 A índia e a china são os países onde esta bizarra pratica tem números mais  assustadores .

Na china existe a politica de um filho por casal que faz com que apenas os filhos homens sejam desejados para dar continuidade ao nome da família .

Os orfanatos chineses estão cheios de meninas , que foram abandonadas a nascença que esperam que algum casal de outro país os adopte pois será a sua única esperança de ter uma família que lhe dê amor e carinho.

Com os avanços da tecnologia através da ecografia os casais quando descobrem que o bebé que esperam é menina eles procuram imediatamente abortar a criança o governo chinês proibiu o aborto baseado na selecção do  sexo  para tentar por fim ao extermínio dos bebés do sexo feminino mas as clínicas clandestinas onde esta  selecção é efectuada são cada vez mais uma realidade.

 

Em consequência desta pratica por cada 100 bebés meninas que nascem , nascem 119 meninos nas áreas rurais existem aldeias onde a maioria dos habitantes é do sexo masculino muitos tem de pagar para conseguir uma noiva que vem sempre das cidades grandes senão ficam solteiros para sempre.

 

 

Na Índia o extermínio dos bebés do sexo feminino é comum pois os casais preferem filhos homens pois ter uma filha implica o pagamento de um dote ao futuro marido .

O caso é tão dramático que existem apenas nascem 798 meninas para 1000 meninos

A gravidade dos números fez com que as ecografias tenham sido proibidas mas o que não faltam é clínicas ilegais onde as mulheres fazem a ecografia e o aborto no mesmo dia o mais chocante é que abortam muitas vezes bebés em estados muito avançados da gravidez .

 

Carla Marques

 



publicado por mundomulher1 às 18:58
link do post | comentar | favorito

As Mulheres e o Samba

 

 

A um dia do início oficial do Carnaval no Brasil, sexta-feira, uma enorme legião de mulheres, famosas ou anónimas mas de formas exuberantes, vive, além da ansiedade que antecede o momento mais esperado do ano, uma dura rotina: elas 'malham' até à exaustão nas academias, em praças públicas, em casa ou onde dá, para queimarem as últimas gordurinhas, exercitarem os músculos e depois, na avenida, mostrarem tudo, ou quase tudo o que têm.

E a coisa não é facil e deixaria sem fôlego muito homens, mas que, na verdade, não suportariam metade do que elas fazem.

«G.P.»



publicado por mundomulher1 às 11:01
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 1 de Março de 2011
MULHER OUSADA

 

 

As mulheres ousadas, são aquelas que não têm receio de assumirem-se.

São as mulheres que sabem bem o que querem, sem se importarem com conceitos ou tabus.

Mulheres de um novo tempo: o tempo delas!

 O tempo de elas serem tudo o que podem e o que quiserem ser, após tanto tempo de repreensão.

 Mulheres ousadas são, mulheres que ultrapassam fronteiras, são verdadeiras agentes de transformação de uma sociedade ainda tão hipócrita.
Ser mulher ousada é assumir a sua feminilidade, aproveitar as coisas boas da vida, e ser imensamente feliz.

Até por que poucas coisas no mundo são tão belas quanto um sorriso de uma mulher…

 

«Gina Pires»



publicado por mundomulher1 às 17:29
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011
Nao abandones....amanhã serás tu..

 

                                                                                                                                                                                                                 

Se meu andar é hesitante
e minhas mãos trêmulas, ampare-me.
Se minha audição não é boa, e tenho de me
esforçar para ouvir o que você
está dizendo, procure entender-me.
Se minha visão é imperfeita
e o meu entendimento escasso,
ajude-me com paciência.
Se minha mão treme e derrubo comida
na mesa ou no chão, por favor,
não se irrite, tentei fazer o que pude.
Se você me encontrar na rua,
não faça de conta que não me viu.
Pare para conversar comigo. Sinto-me só.
Se você, na sua sensibilidade,
me ver triste e só, simplesmente partilhe comigo um sorriso e seja solidário.
Se lhe contei pela terceira vez a mesma história num
só dia, não me repreenda, simplesmente ouça-me.
Se me comporto como criança, cerque-me de carinho.
Se estou doente e sendo um peso, não me abandone.
Se estou com medo da morte e tento negá-la,
por favor, ajude-me na preparação para o adeus.

 

«Gina Pires»

 



publicado por mundomulher1 às 16:07
link do post | comentar | favorito

Domingo, 20 de Fevereiro de 2011
RECUPERAR PEN DRIVE

 

Carla Carmo



publicado por mundomulher1 às 21:18
link do post | comentar | favorito

A VIOLENCIA NOS IDOSOS

A violencia contra os idosos faz parte da violência social em geral e constitui um fenómeno universal.

Em muitas sociedades, diversas expressões dessa violência, frequentemente, são tratadas como uma forma de agir “normal” e “naturalizadas” ficando ocultas nos usos, nos costumes e nas relações entre as pessoas.

A maneira como a sociedade trata os idosos é contraditória. Há uma visão negativa do envelhecimento, que reproduz a ideia de que a pessoa vale o quanto produz e os idosos, por estarem fora do mercado de trabalho são descartados. Há também uma visão positiva cuja valoriza a pessoa idosa por sua história, sabedoria e contribuição às famílias e á sociedade.

No entanto, os próprios idosos ajudam a produzir uma ideologia negativa sobre eles. Muitos não se conformam com incapacitação proveniente da idade avançada, outros sentem-se inválidos ao se aposentarem.

A violência praticada contra os idosos pode ser:

_violência física: uso da força física a fim de causar danos ao idoso

_abuso psicológico: agressões verbais ou gestuais a fim de intimidar ou humilhar o idoso, dentre outros.

_negligencia: omissão de cuidados necessários aos idosos, por parte dos responsáveis.

_abuso sexual

_abandono

A idade não é nada, o respeito é tudo.

Respeite o idoso

 

«Gina Pires»

 



publicado por mundomulher1 às 17:18
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2011
Quando as vítimas são eles

 

 

«Gina Pires»

 

 



publicado por mundomulher1 às 15:29
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011
Vacinação pode travar risco de leucemia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Um estudo, realizado na Faculdade de Medicina Baylor, em Houston, EUA, mostra que nos concelhos onde a maioria das crianças tinha sido vacinada contra Hepatite B, houve menos 20 por cento de casos de cancro infantil. Já nas localidades onde, além dessa vacina são utilizadas outras, em especial a da poliomielite, as probabilidades de uma criança desenvolver leucemia linfoblástica aguda foi de 30 a 40 por cento menor. «Isso não quer dizer que a criança vacinada não vá desenvolver a doença», adverte, em comunicado de imprensa, o líder do estudo, Michael Scheurer.


Estudos anteriores sobre o assunto já tinham demonstrado resultados mistos. Segundo algumas teorias, muitas das infecções comuns podem aumentar o risco de uma criança desenvolver tumores, em especial leucemia, devido aos efeitos que provocam sobre o desenvolvimento do sistema imunológico.

Neste estudo, realizado no estado do Texas, foram analisados dados sobre cancro infantil entre os anos de 1998 e 2006. Nesse período foram diagnosticados 2.800 crianças com cancro. Paralelamente, os investigadores analisaram os registos da taxa de vacinação nas várias localidades do estado texano. Verificaram que existia um menor índice da doença nas localidades com maior taxa de vacinação.

Sobre a crescente tendência manifestada por muitos pais – tanto na Europa, como nos EUA – em não vacinarem os filhos, o especialista reforça que este estudo traz dados que podem mudar essa atitude. «Agora as pessoas podem começar a olhar para benefícios reais da vacinação, não apenas para as doenças infecciosas, que são destinadas a evitar, mas também para outro benefício»: o de evitar alguns tipos de cancro.
 
 
Carla Marques

 



publicado por mundomulher1 às 22:34
link do post | comentar | favorito

Nasceu bebé medicamento

Umut Talah (nova esperança) ,nascido a 26 de janeiro é o terceiro filho de um casal turco e a esperança dos dois irmãos que nasceram com uma doença genetica grave que os obriga a tansfusões de sangue regulares , o primeiro bebé medicamento como é chamado nasceu em França por fecundação in vitro depois do embrião criado num laboratório francês, foi concebido depois de um diagnóstico genético embrionário (selecção de embriões) facto que tem gerado muita polemica e ha quem fale em "instrumentalização da vida humana" apesar de ser possivel fazer o mesmo procedimento em Portugal ainda não existe nenhum caso registado.

 

 

Carla Marques



publicado por mundomulher1 às 22:23
link do post | comentar | favorito

Os homens tambem sofrem de violencia domestica

Muito se tem falado da violencia domestica nas mulheres.

E os homens ???

Pois é tambem os homens sofrem esta trite realidade.

São cada vez mais os homens que se queixam de violência doméstica, representando cerca de 13% das participações na GNR e PSP. Mesmo assim, o número fica muito longe do que realmente se passa. Os homens evitam fazer queixa sobretudo por vergonha e medo de represálias por parte da agressora. Os filhos nos casais heterossexuais e a chantagem de revelar a orientação sexual nos casais do mesmo sexo, são as principais causas deste silêncio.

Aqui deixo um link de uma grande reportagem, que passou na TVI.

 

http://www.tvi24.iol.pt/artmedia.html?id=1231373&tipo=2

 

Nesta reportagem, dois homens dão a cara, e contam a tortura que foi a vida deles. Foram vítimas de agressão verbal e psicológica, e até mesmo violência física.

«No limite do silêncio» é uma grande reportagem de Brigite Martins, com Imagem de Gonçalo Prego e Montagem de João Pedro Ferreira.

 

GINA PIRES



publicado por mundomulher1 às 17:53
link do post | comentar | favorito

Tendências de moda feminina para 2011

Muitas são as tendências de moda 2011, algumas já aqui falamos delas, outras, iremos falando conforme for oportuno. Hoje apresentamos os coletes e o veludo, duas tendências de moda 2011 que ganham relevo e protagonismo.

Moda 2011: coletes

colete é uma peça que desde há muito tempo tem preenchido o guarda roupa como um acessório bonito e capaz de modificar um look por completo. Esta será uma peça em grande destaque nas tendências de moda Outono – Inverno 2011. Os coletes são peças de roupa que, ao serem vestidas, dão um toque de charme a quem os usa. As colecções dos grandes estilistas incluem coletes, dando-lhes um look totalmente diferente e mais inovador.

 

 

 

 Moda 2011: veludo

Vestir veludo é chique e confortável. Os veludos estão de volta com grande estilo. Este bonito tecido pode ser utilizado em variadas peças de vestuário como vestidos, casacos, saias e calças.  Em Nova York as tendências de moda Outono e Inverno 2011, apresentaram o vermelho como cor eleita para  os veludos. Com o estilista Alexander Wang viram-se vestidos curtos e assimétricos de veludo com certos detalhes de renda preta. O estilista Ralph Lauren, apresentou uma colecção mais clássica de vestidos de veludo longos e Zac Posem, optou por vestidos e calças plissadas, ambos em veludo vermelho.

 

 

 

 

Mafalda

 

 



publicado por mundomulher1 às 14:36
link do post | comentar | favorito

Dieta do ananás

 

 

Dieta do ananás

Existem muitas variantes da dieta do ananás, iremos deixar-lhe uma delas. Lembre-se que antes de iniciar esta ou qualquer outra dieta, deve aconselhar-se com um especialista.

Como fazer a dieta do ananás:

  • 1.º dia da dieta do ananás
    Pequeno-almoço: 2 fatias de abacaxi, 1 fatia de torrada com geleia light

    Almoço: um filete de salmão grelhado com uma colher de azeite, 2 fatias de abacaxi
    Jantar: 1 peito de frango, salada, duas fatias de abacaxi
  • 2º dia da dieta do ananás
    Pequeno-almoço: um iogurte de abacaxi
    Almoço: bife grelhado, duas fatias de abacaxi
    Jantar: Creme de legumes, 2 fatias de abacaxi
  • 3.º dia da dieta do ananás
    Pequeno-almoço: 1 fatia de pão, uma fatia de peru

    Almoço: Macarrão, um iogurte de abacaxi
    Jantar: salada com 1 lata de atum e vinagre de cidra de maçã natural, 2 fatias de abacaxi
  • 4.º dia da dieta do ananás
    Pequeno-almoço: 2 fatias de abacaxi, uma fatia de torrada com geléia carne

    Almoço: frango grelhado ou assado
    Jantar: salada de frutas com abacaxi, laranja, kiwi, maçã e pêra.
  • 5.º dia da dieta do ananás
    Pequeno almoçoo: 1 iogurte de abacaxi
    Almoço: um filete de pescada ou salmão, duas fatias de abacaxi
    Jantar: Creme de legumes, 2 fatias de abacaxi
  • 6.º dia da dieta do ananás
    Pequeno-almoço: 1 fatia de pão, uma fatia de peru carne
    Almoço: frango grelhado ou assado
    Jantar: salada, um ovo, 2 fatias de abacaxi
  • 7.º dia da dieta do ananás
    Pequeno-almoço: 2 fatias de abacaxi, 1 fatia de torrada com geléia light
    Almoço: Um único filete, salada, duas fatias de abacaxi
    Jantar: feijão cozido, batata, um iogurte de abacaxi

 

 

Mafalda

 

 



publicado por mundomulher1 às 14:12
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

15
17
18
19

20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


posts recentes

Entrevista a Duma Arantes...

Perda Gestacional – Visão...

BASTA

Maquilhagem: pinceis

Maquilhagem: bases

Preto e Branco

SOU MULHER

História do Dia Internaci...

A selecção dos sexos

As Mulheres e o Samba

MULHER OUSADA

Nao abandones....amanhã s...

RECUPERAR PEN DRIVE

A VIOLENCIA NOS IDOSOS

Quando as vítimas são ele...

Vacinação pode travar ris...

Nasceu bebé medicamento

Os homens tambem sofrem d...

Tendências de moda femini...

Dieta do ananás

blogs SAPO